Arrecadação do Governo Bate Recorde – R$ 969 bilhões em 2011

A arrecadação federal – que inclui impostos, contribuições e demais receitas do governo federal, como os royalties – somou R$ 969 bilhões no ano de 2011, o que representa um aumento real (após o abatimento da inflação) de 10,1% em relação ao ano anterior, segundo a Secretaria da Receita Federal.

Veja a lista de tributos (impostos, contribuições, taxas, contribuições de melhoria) existentes no Brasil:

    1. Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante – AFRMM – 

Lei 10.893/2004

  1. Contribuição á Direção de Portos e Costas (DPC) – Lei 5.461/1968
  2. Contribuição ao Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FNDCT  – Lei 10.168/2000
  3. Contribuição ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), também chamado “Salário Educação” – Decreto 6.003/2006
  4. Contribuição ao Funrural
  5. Contribuição ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) – Lei 2.613/1955
  6. Contribuição ao Seguro Acidente de Trabalho (SAT)
  7. Contribuição ao Serviço Brasileiro de Apoio a Pequena Empresa (Sebrae) – Lei 8.029/1990
  8. Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Comercial (SENAC) – Decreto-Lei 8.621/1946
  9. Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado dos Transportes (SENAT) – Lei 8.706/1993
  10. Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (SENAI) – Lei 4.048/1942
  11. Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Rural (SENAR) – Lei 8.315/1991
  12. Contribuição ao Serviço Social da Indústria (SESI) – Lei 9.403/1946
  13. Contribuição ao Serviço Social do Comércio (SESC) – Lei 9.853/1946
  14. Contribuição ao Serviço Social do Cooperativismo (SESCOOP) – art. 9, I, da MP 1.715-2/1998
  15. Contribuição ao Serviço Social dos Transportes (SEST) – Lei 8.706/1993
  16. Contribuição Confederativa Laboral (dos empregados)
  17. Contribuição Confederativa Patronal (das empresas)
  18. Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico – CIDE Combustíveis – Lei 10.336/2001
  19. Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico – CIDE Remessas Exterior – Lei 10.168/2000
  20. Contribuição para a Assistência Social e Educacional aos Atletas Profissionais – FAAP – Decreto 6.297/2007
  21. Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública – Emenda Constitucional 39/2002
  22. Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional – CONDECINE – art. 32 da Medida Provisória 2228-1/2001 e Lei 10.454/2002
  23. Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública – art. 32 da Lei 11.652/2008.
  24. Contribuição Sindical Laboral (não se confunde com a Contribuição Confederativa Laboral, vide comentários sobre a Contribuição Sindical Patronal)
  25. Contribuição Sindical Patronal (não se confunde com a Contribuição Confederativa Patronal, já que a Contribuição Sindical Patronal é obrigatória, pelo artigo 578 da CLT, e a Confederativa foi instituída pelo art. 8, inciso IV, da Constituição Federal e é obrigatória em função da assembléia do Sindicato que a instituir para seus associados, independentemente da contribuição prevista na CLT)
  26. Contribuição Social Adicional para Reposição das Perdas Inflacionárias do FGTS – Lei Complementar 110/2001
  27. Contribuição Social para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS)
  28. Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)
  29. Contribuições aos Órgãos de Fiscalização Profissional (OAB, CRC, CREA, CRECI, CORE, etc.)
  30. Contribuições de Melhoria: asfalto, calçamento, esgoto, rede de água, rede de esgoto, etc.
  31. Fundo Aeroviário (FAER) – Decreto Lei 1.305/1974
  32. Fundo de Combate à Pobreza – art. 82 da EC 31/2000
  33. Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (FISTEL) – Lei 5.070/1966 com novas disposições da Lei 9.472/1997
  34. Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)
  35. Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (FUST) – art. 6 da Lei 9.998/2000
  36. Fundo Especial de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das Atividades de Fiscalização (Fundaf) – art.6 do Decreto-Lei 1.437/1975 e art. 10 da IN SRF 180/2002
  37. Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel) – Lei 10.052/2000
  38. Imposto s/Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)
  39. Imposto sobre a Exportação (IE)
  40. Imposto sobre a Importação (II)
  41. Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA)
  42. Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU)
  43. Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR)
  44. Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza (IR – pessoa física e jurídica)
  45. Imposto sobre Operações de Crédito (IOF)
  46. Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS)
  47. Imposto sobre Transmissão Bens Inter-Vivos (ITBI)
  48. Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD)
  49. INSS Autônomos e Empresários
  50. INSS Empregados
  51. INSS Patronal
  52. IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados)
  53. Programa de Integração Social (PIS) e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP)
  54. Taxa de Autorização do Trabalho Estrangeiro  
  55. Taxa de Avaliação in loco das Instituições de Educação e Cursos de Graduação – Lei 10.870/2004
  56. Taxa de Avaliação da Conformidade – Lei 12.545/2011 – art. 13
  57. Taxa de Classificação, Inspeção e Fiscalização de produtos animais e vegetais ou de consumo nas atividades agropecuárias – Decreto-Lei 1.899/1981
  58. Taxa de Coleta de Lixo
  59. Taxa de Combate a Incêndios
  60. Taxa de Conservação e Limpeza Pública
  61. Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental – TCFA – Lei 10.165/2000
  62. Taxa de Controle e Fiscalização de Produtos Químicos – Lei 10.357/2001, art. 16
  63. Taxa de Emissão de Documentos (níveis municipais, estaduais e federais)
  64. Taxa de Fiscalização da Aviação Civil – TFAC – Lei 11.292/2006
  65. Taxa de Fiscalização da Agência Nacional de Águas – ANA – art. 13 e 14 da MP 437/2008
  66. Taxa de Fiscalização CVM (Comissão de Valores Mobiliários) – Lei 7.940/1989
  67. Taxa de Fiscalização de Sorteios, Brindes ou Concursos – art. 50 da MP 2.158-35/2001
  68. Taxa de Fiscalização de Vigilância Sanitária Lei 9.782/1999, art. 23
  69. Taxa de Fiscalização dos Produtos Controlados pelo Exército Brasileiro – TFPC – Lei 10.834/2003
  70. Taxa de Fiscalização dos Mercados de Seguro e Resseguro, de Capitalização e de Previdência Complementar Aberta – art. 48 a 59 da Lei 12.249/2010
  71. Taxa de Licenciamento Anual de Veículo – art. 130 da Lei 9.503/1997
  72. Taxa de Licenciamento, Controle e Fiscalização de Materiais Nucleares e Radioativos e suas instalações – Lei 9.765/1998
  73. Taxa de Licenciamento para Funcionamento e Alvará Municipal
  74. Taxa de Pesquisa Mineral DNPM – Portaria Ministerial 503/1999
  75. Taxa de Serviços Administrativos – TSA – Zona Franca de Manaus – Lei 9.960/2000
  76. Taxa de Serviços Metrológicos – art. 11 da Lei 9.933/1999
  77. Taxas ao Conselho Nacional de Petróleo (CNP)
  78. Taxa de Outorga e Fiscalização – Energia Elétrica – art. 11, inciso I, e artigos 12 e 13, da Lei 9.427/1996
  79. Taxa de Outorga – Rádios Comunitárias  – art. 24 da Lei 9.612/1998 e nos art. 7 e 42 do Decreto 2.615/1998
  80. Taxa de Outorga – Serviços de Transportes Terrestres e Aquaviários – art. 77, incisos II e III, a art. 97, IV, da Lei 10.233/2001
  81. Taxas de Saúde Suplementar – ANS  – Lei 9.961/2000, art. 18
  82. Taxa de Utilização do SISCOMEX – art. 13 da IN 680/2006
  83. Taxa de Utilização do MERCANTE – Decreto 5.324/2004
  84. Taxas do Registro do Comércio (Juntas Comerciais)
  85. Taxas Processuais do Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE – art. 23 da Lei 12.529/2011
Ainda faltam nessa lista, o Laudêmio, Pedágios, Aforamento e Tarifas Públicas que não são considerados tributos.

Hoje somos a 5ª maior economia do mundo. Mas a realidade é que apesar do governo arrecadar muito, ainda gasta muito mal nosso dinheiro.

Basta percebermos que a maioria dos serviços públicos tem baixa qualidade e aí podemos incluir hospitais, universidades e empresas estatais que servem em grande parte como cabide de empregos para “profissionais” que não seriam assim considerados fora do serviço público.

Posso afirmar que quem mais sofrem com isso é a classe média. Além de pagar metade dessa conta da arrecadação, quando quer um serviço de melhor qualidade como saúde e educação dos filhos, acaba pagando caro por isso.

 

Lista de tributos – fonte: www.portaltributario.com.br

2 Comentários

Arquivado em Economia

2 Respostas para “Arrecadação do Governo Bate Recorde – R$ 969 bilhões em 2011

  1. Rosana Barreto

    Não consigo deixar, o restante (questionario) do meu trabalho em seu email. não tenho pratica o suficiente com net.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s